Anatomia
Nota : O modelo acima representado corresponde a um formato ( shape ) tradicional de guitarra maciça tipo Stratocaster da Fender ,..etc... porém existem outros tantos formatos como os da Gibson que também são tradicionais e diferentes dos da Fender , bem como também até hoje se fabricam as guitarras de corpo acústico que na realidade foram as primeiras elétricas ainda nos anos 30 que eram usadas principalmente pelos jazzistas da época.
 
Observando o desenho da Anatomia da guitarra, iremos notar vários nomes das partes que a constituem. Existindo duas partes básicas; a Física, que se refere à constituição do Corpo, Braço e Cabeça, que são sempre de madeira (muito embora existam guitarras com o corpo de outros materiais) e a parte Elétrica, que se refere aos captadores, chaves e potenciômetros. Aqui, teremos apenas uma noção deste assunto. Se você, tem interesse real neste assunto, consulte o livro, GUITAR BOOK (O GUIA DA GUITARRA)de minha autoria (Editora TKT- www.tkt.com.br) ou ainda livros importados tipo; GUITAR GUIDES ou procure workshops e/ou cursos com luthiers que constróem guitarras.
 
Parte Elétrica

Se olharmos para o corpo da guitarra iremos ver que no seu centro, temos no caso do nosso desenho 3 (três) peças, podendo ser 1(uma) ou 2(duas) variando de acordo com o tipo de guitarra, que são chamadas de; captadores ou imãs no Brasil e pick-ups nos EUA, que cuja função é captar o som emitido pelas cordas tocadas lógicamente pelo guitarrista e enviá-lo para o amplificador que por sua vez tem a função de dimensiona-lo em volume através do auto falante instalado na própria caixa do amplificador. Os imãs ou pick-ups são chamados fisicamente de "transdutores", que por definição quer dizer; qualquer dispositivo eletrônico ou eletromagnético que converte formas de energia física em energia elétrica. Havendo dois tipos básicos de pick-ups; o de Bobina simples e o de Bobina dupla. Vejamos:

1) Bobina simples: Este é o tradicional, consiste num imã enrolado por um fio de cobre muito delgado com centenas de voltas em torno da barra do imã. O modelo Fender por exemplo é usado com seis imãs individuais que são um tipo de "cabecinhas redondas" facilmente visualizáveis.

2) Bobina dupla : Conhecido como "Humbuckers", ou Humbuckings que quer dizer ; "supressores de ruídos". Os captadores de bobina simples são vulneráveis à interferência de radiação eletromagnética ou seja, eles possuem uma tendência a captar ruídos quando próximos a amplificadores ou aparelhos elétricos. Pensando nisto, um engenheiro da Gibson em 1955, decidiu criar um captador que eliminasse estes ruídos, assim surgindo os Humbuckers.

Existem ainda as outras peças que completam a parte elétrica da guitarra, sendo; os potenciômetros de Controle de volume e tonalidade que são operados pelos knobs (botões que se encontram abaixo dos pick-ups à direita no corpo),a chave seletora de pick-ups podendo haver ainda uma chave defasadora ( de pick-ups ou politones ) e o jack que é a entrada do plug do fio da guitarra, que normalmente encontra-se na lateral do instrumento, que através deste fio envia o sinal para o amplificador.

 
Parte Física

Como já foi comentado, a guitarra possue 3 partes físicas, sendo: Corpo, Braço e Cabeça. Vejamos o corpo.

1) O Corpo pode ter dois tipos básicos do ponto de vista anatômico; o acústico e o maciço. Sendo o acústico mais antigo por ser praticamente um violão eletrificado que foi evoluindo e o maciço que é um corpo sólido ( conforme o nosso desenho da Anatomia da Guitarra ).

2) O Braço da guitarra é constituído por duas partes de madeira que estão coladas obviamente e a parte posterior é a escala onde colocamos os dedos para tocar, a outra parte está encaixada no corpo.

3) A Cabeça serve para sustentar as tarraxas que estão instaladas e que servem para afinar o instrumento.

4) A Ponte que se encontra instalada na parte inferior do corpo serve para prender e sustentar as cordas que estão presas à outra extremidade já citada que são as tarraxas.

5) O Tensor é uma peça de ferro tipo uma vareta que se encontra dentro do braço com a finalidade de evitar o eventual empenamento do instrumento através de sua regulagem que deve ser feita por alguém especializado tipo, um luthier.

6) Os Trastes que estão instalados no braço são responsáveis pelo temperamento da escala que é o lugar onde pressionamos para sair os sons das notas e que chamamos de casas.

Existem ainda peças suplementares como a Alavanca ou Tremolo por exemplo, mas que ,são mais usadas em determinados estilos tipo; Rock.

Quanto a afinação da guitarra temos como padrão standard a seguinte relação;

Considerando as cordas da guitarra debaixo para cima;

6 (sexta) corda = MI

5 (quinta)corda = LA

4 (quarta)corda = RÉ

3 (terceira)corda =SOL

2 (segunda)corda = Si

1 (primeira) corda = MI

Obviamente existem muitos outros padrões de afinação em estilos que se utilizam de tais recursos, entretanto esta relação acima é a mais comum no nosso dia-a-dia .